Telematriciamento em saúde mental na pandemia de COVID-19

relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5712/rbmfc17(44)3116

Palavras-chave:

Saúde mental, Atenção primária em saúde, Consulta remota, Organização e administração.

Resumo

Problema: A demanda em saúde mental na Atenção Primária à Saúde (APS) é alta, e a capacitação das equipes para a detecção e o tratamento desses pacientes é fundamental, sendo o matriciamento, modelo de cuidado colaborativo desenvolvido no contexto brasileiro, uma ferramenta importante para a efetividade do cuidado em saúde mental na APS. Em março de 2020, com o isolamento social consequente à pandemia pelo novo coronavírus, houve necessidade de reorganização dos serviços. O objetivo deste artigo é descrever a experiência de telematriciamento e reorganização do apoio matricial em saúde mental em unidade da APS do município do Rio de Janeiro, nos primeiros meses de pandemia. Método: O Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão localiza-se na Zona Norte do Rio de Janeiro. Nos anos de 2017 a 2019, o matriciamento ocorreu por meio de consultas conjuntas, discussão de casos e grupo de psicotrópicos. No início da pandemia, o trabalho foi reorganizado em duas frentes: teleconsultas conjuntas síncronas e organização da lista de usuários com transtornos mentais. Resultados: Foram realizadas 50 teleconsultas conjuntas no período de 12 semanas, com média de 4,16 consultas/semana, sendo os diagnósticos mais frequentes transtornos depressivos e ansiosos seguidos de transtornos de personalidade e por uso de substâncias. O novo formato permitiu a manutenção do acesso de usuários da saúde mental ao serviço, a absorção de novos casos, a melhoria de acesso a usuários do grupo de risco para infecção por coronavírus e a continuidade do processo formativo em saúde com aquisição de novas competências e modernização do trabalho. As principais limitações foram a falta de equipamentos disponíveis e a dificuldade de acesso à internet. Conclusão: Esta experiência, desenvolvida em razão da pandemia de COVID-19, descreve os desafios e benefícios da utilização do telematriciamento e da criação da lista de usuários da saúde mental. Poderá auxiliar profissionais e gestores de outros serviços a desenvolver adaptações mais adequadas às realidades locais.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Goldberg D, Huxley P. Common mental disorders a bio-social model. London: Tavistock/Routledge; 1992.

Gonçalves DA, Mari JJ, Bower P, Gask L, Dowrick C, Tófoli LF, et al. Brazilian multicentre study of common mental disorders in primary care: rates and related social and demographic factors. Cad Saúde Pública 2014;30(3):623-32. https://doi.org/10.1590/0102-311X00158412 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311X00158412

Treichel CAS, Campos RTO, Campos GWS. Impasses e desafios para consolidação e efetividade do apoio matricial em saúde mental no Brasil. Interface 2019;23:e180617. https://doi.org/10.1590/Interface.180617 DOI: https://doi.org/10.1590/interface.180617

Brasil. UNA-SUS. Organização Mundial de Saúde declara pandemia do novo Coronavírus [Internet]. 2020 [acessado em 24 jul. 2020]. Disponível em: https://www.unasus.gov.br/noticia/organizacao-mundial-de-saude-declara-pandemia-de-coronavirus

Brasil. Ministério da Saúde. Painel de casos de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) no Brasil [Internet]. Coronavírus Brasil. [acessado em 19 julho 2020]. Disponível em: https://covid.saude.gov.br/

Salari N, Hosseinian-Far A, Jalali R, Vaisi-Raygani A, Rasoulpoor S, Mohammadi M, et al. Prevalence of stress, anxiety, depression among the general population during the COVID-19 pandemic: a systematic review and meta-analysis. Global Health 2020;16(1):57. https://doi.org/10.1186/s12992-020-00589-w DOI: https://doi.org/10.1186/s12992-020-00589-w

Lessard L, Fournier L, Gauthier J, Morin D. Continuum of care for persons with common mental health disorders in Nunavik: a descriptive study. Int J Circumpolar Health 2015;74(1):27186. https://doi.org/10.3402/ijch.v74.27186 DOI: https://doi.org/10.3402/ijch.v74.27186

Tostes JG, Tostes CBS, Cruz RP, Souza VS, Figueiredo MGMCA, Alves R. Teleconsultation and the challenges for maintaining health care in times of pandemic. Revista Ciência e Saúde 2021;11(2):5-9. http://dx.doi.org/10.21876/rcshci.v11i2.1069 DOI: https://doi.org/10.21876/rcshci.v11i2.1069

Liberal SP, Bordiano G, Lovisi GM, Abelha L, Dias FM, Carvalho CO, et al. Implementation of a telemental health service for medical students during the COVID-19 pandemic. Rev Bras Educ Med 2021;45(4):e202. https://doi.org/10.1590/1981-5271v45.4-20200407.ING DOI: https://doi.org/10.1590/1981-5271v45.4-20200407.ing

Barbosa AS, Nascimento CV, Dias LBS, Espírito Santo TB, Chaves RCS, Fernandes TC. Processo de trabalho e cuidado em saúde mental no Centro de Atenção Psicossocial da UERJ na pandemia de COVID-19. BJHBS 2020;19(1):11-9. DOI: https://doi.org/10.12957/bjhbs.2020.53527

Adaji A, Fortney J. Telepsychiatry in integrated care settings. Focus (Am Psychiatr Publ) 2017;15(3):257-63. https://doi.org/10.1176/appi.focus.20170007 DOI: https://doi.org/10.1176/appi.focus.20170007

Archibald D, Stratton J, Liddy C, Grant RE, Green D, Keely EJ. Evaluation of an electronic consultation service in psychiatry for primary care providers. BMC Psychiatry 2018;18(1):119. https://doi.org/10.1186/s12888-018-1701-3 DOI: https://doi.org/10.1186/s12888-018-1701-3

Ramos-Ríos R, Mateos R, Lojo D, Conn DK, Patterson T. Telepsychogeriatrics: a new horizon in the care of mental health problems in the elderly. Int Psychogeriatr 2012;24(11):1708-24. https://doi.org/10.1017/S1041610212000981 DOI: https://doi.org/10.1017/S1041610212000981

Tostes JG, Tostes CBS, Souza VS, Alves R. Teleinterconsulta e telematriciamento: possíveis respostas para novos e antigos desafios. 2020. http://dx.doi.org/10.13140/RG.2.2.21709.26081

Chiaverini D, Gonçalves D, Balester D, Tófoli LF, Chazan L, Almeida N, et al. Guia prático de matriciamento em saúde mental. Brasil: Ministério da Saúde; 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_pratico_matriciamento_saudemental.pdf

Marques ES, Moraes CL, Hasselmann MH, Deslandes SF, Reichenheim ME. A violência contra mulheres, crianças e adolescentes em tempos de pandemia pela COVID-19: panorama, motivações e formas de enfrentamento. Cad Saúde Pública 2020;36(4):e00074420. https://doi.org/10.1590/0102-311X00074420 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00074420

Centro de Informações sobre Saúde e Álcool. ConVid: pesquisa de comportamentos da Fiocruz [Internet]. 2020 [acessado em 14 de jul. 2020]. Disponível em: https://cisa.org.br/index.php/pesquisa/artigos-cientificos/artigo/item/250-convid-pesquisa-de-comportamentos-da-fiocruz

Ferrel MN, Ryan JJ. The impact of COVID-19 on medical education. Cureus 2020;12(3):e7492. https://doi.org/10.7759/cureus.7492 DOI: https://doi.org/10.7759/cureus.7492

Schmidt B, Crepaldi MA, Bolze SDA, Neiva-Silva L, Demenech LM. Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estud Psicol 2020;37:e200063. https://doi.org/10.1590/1982-0275202037e200063 DOI: https://doi.org/10.1590/1982-0275202037e200063

Leonel F. Pesquisa analisa o impacto da pandemia entre profissionais de saúde [Internet]. Portal FIOCRUZ. 2021 [acessado em 6 dez. 2021]. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/pesquisa-analisa-o-impacto-da-pandemia-entre-profissionais-de-saude

Barreto CMS, Lessa MAC, Santos TCN, Andrade AFSM, Andrade FTSM, Teles WS, et al. COVID-19 e seus impactos aos profissionais de saúde atuantes na pandemia: um estudo teórico reflexivo. RSD 2021;10(8):e17610817169. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i8.17169 DOI: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i8.17169

Zayed R, Davidson B, Nadeau L, Callanan TS, Fleisher W, Hope-Ross L, et al. Canadian rural/remote primary care physicians perspectives on child/adolescent mental health care service delivery. J Can Acad Child Adolesc Psychiatry 2016;25(1):24-34. PMID: 27047554

Assessoria de Informação e Monitoramento em Saúde. Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental. Coordenação de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde. COVID-19: Estado do Rio de Janeiro [Internet]. 2020 [acessado em 6 dez. 2021]. Disponível em: https://www.saude.rj.gov.br/comum/code/MostrarArquivo.php?C=MzY3MDQ%2C

Ramos-Ríos R, Mateos R, Lojo D, Conn DK, Patterson T. Telepsychogeriatrics: a new horizon in the care of mental health problems in the elderly. Int Psychogeriatr 2012;24(11):1708-24. https://doi.org/10.1017/S1041610212000981 DOI: https://doi.org/10.1017/S1041610212000981

Fisher E, Hasselberg M, Conwell Y, Weiss L, Padrón NA, Tiernan E, et al. Telementoring primary care clinicians to improve geriatric mental health care. Popul Health Manag 2017;20(5):342-7. https://doi.org/10.1089/pop.2016.0087 DOI: https://doi.org/10.1089/pop.2016.0087

Scorza P, Cutipe Y, Mendoza M, Arellano C, Galea JT, Wainberg ML. Lessons from rural Peru in integrating mental health into primary care. Psychiatr Serv 2019;70(1):82-4. https://doi.org/10.1176/appi.ps.201800079 DOI: https://doi.org/10.1176/appi.ps.201800079

Haggarty JM, Ryan-Nicholls KD, Jarva JA. Mental health collaborative care: a synopsis of the Rural and Isolated Toolkit. Rural Remote Health 2010;10(3):1314. PMID: 20672870 DOI: https://doi.org/10.22605/RRH1314

Carlotto IN, Dinis MAP. Tecnologias da informação e comunicação (TICs) na promoção da saúde: considerações bioéticas. Saber & Educar 2018;25. http://dx.doi.org/10.17346/se.vol25.306 DOI: https://doi.org/10.17346/se.vol25.306

Andrade LH, Wang YP, Andreoni S, Silveira CM, Alexandrino-Silva C, Siu ER, et al. Mental disorders in megacities: findings from the São Paulo megacity mental health survey, Brazil. PLoS One 2012;7(2):e31879. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0031879 DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0031879

Rede APS. Lista de pacientes na Atenção Primária à Saúde em Florianópolis [Internet]. Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde. 2019 [acessado em 6 dez. 2021]. Disponível em: https://redeaps.org.br/2019/07/08/lista-de-pacientes-na-atencao-primaria-a-saude-em-florianopolis/

Norman AH. Lista de pacientes: reflexões para a prática da medicina de família e comunidade. Rev Bras Med Fam Comunidade 2021;16(43):2856. https://doi.org/10.5712/rbmfc16(43)2856 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc16(43)2856

Publicado

2022-06-30

Como Citar

1.
Miliauskas CR, Rocha C, Salomão F, Ferraz H, Fortes S. Telematriciamento em saúde mental na pandemia de COVID-19: relato de experiência. Rev Bras Med Fam Comunidade [Internet]. 30º de junho de 2022 [citado 7º de agosto de 2022];17(44):3116. Disponível em: https://rbmfc.emnuvens.com.br/rbmfc/article/view/3116

Edição

Seção

Relatos de Experiência