Recomendações para a Atenção Domiciliar em período de pandemia por COVID-19

Recomendações conjuntas do GT Atenção Domiciliar SBMFC e da ABRASAD

Palavras-chave: Serviços de Assistência Domiciliar, Atenção Primária à Saúde, Infecções por Coronavírus, COVID-19.

Resumo

A pandemia da COVID-19 trouxe como uma de suas consequências a necessidade de reorganização dos sistemas de saúde. A Atenção Domiciliar (AD) se apresenta como opção para: interromper a transmissão; identificação precoce e cuidado de pacientes infectados; possibilidade de alta precoce e continuidade do cuidado fora do hospital; além da orientação aos familiares. Este artigo apresenta as possibilidades de cuidados no domicílio pelas equipes de Atenção Primária à Saúde (APS) e de AD e os cuidados necessários que estas equipes devem ter ao realizar seu trabalho.  É necessário manter pessoas seguras em casa, evitar a exposição ao risco, manter o papel de vigilância e cuidado das que dependem da AD, e as equipes devem reorganizar o processo de trabalho para um cuidado domiciliar efetivo. Na APS o cuidado remoto parece ser uma alternativa viável pelos agentes de saúde para o monitoramento, orientação e seguimento dos pacientes, deixando a visita domiciliar com a equipe para aqueles casos indicados. AD na suspeita ou confirmação da COVID-19 é possível, desde que a equipe esteja treinada, disponha de todos os Equipamentos de Proteção Individuais (EPI) necessários e o ambiente domiciliar compatível. Deve-se garantir continuidade do cuidado para pessoas com doenças crônicas durante a pandemia necessitam, sendo possível equacionar ferramentas da telemedicina e cuidado presencial caso a caso. Para os pacientes que foram hospitalizados e evoluíram satisfatoriamente é possível avaliar a continuidade do cuidado no domicílio sob acompanhamento da APS e AD. Devem ser instituídas medidas de precauções para a equipe e pacientes, garantindo que todos os profissionais sejam capacitados para uso de EPI, além de orientações para prevenção da transmissão de agentes infecciosos no domicílio. AD é essencial para acesso a pessoas com condições agudas, descompensação de doenças crônicas, tendo o desafio da organização do serviço utilizando a telessaúde e cuidados domiciliares de forma racional.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Leonardo Cançado Monteiro Savassi, Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP e Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

ATUAÇÃO: Docente da Universidade Federal de Ouro Preto; Docente da Universidade Federal de Minas Gerais; Editor do Curso Multicêntrico em Atenção Domiciliar da Universidade Aberta do SUS - UnASUS; Coordenador da Supervisão do Provab pela Universidade Federal de Ouro Preto; Pediatra da Atenção Domiciliar da Unimed Belo Horizonte/MG. /// FORMAÇÃO: Curso Qualificação de Gestores para o SUS pela ENSP/ Fiocruz; Especialização em Saúde da Família pelo MEC/UFMG/ESPMG; Título de Especialista em Medicina de Família e Comunidade pelo MEC/ SBMFC; Residência Médica em Pediatria pelo MEC/ Hospital Belo Horizonte; Mestre e Doutor em Ciências da Saúde (Medicina II), área de concentração Saúde Coletiva, sub-área: Educação em Saúde do CPqRR/FIOCRUZ-MInas. Membro do Grupo de Pesquisas em Hanseníase da FHEMIG /// HISTÓRICO: Ex-Presidente da Associação Mineira de MFC 2005-2007 . Ex-Diretor de Publicações da Sociedade Brasileira de MFC 2008-2010. Ex-Coordenador do Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade da Secretaria Municipal de Saúde de Betim/MG 2007-2010. Ex-Editor da Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade 2009-2010. Ex-Presidente da Associação Médica de Betim 2009-2011. Ex-membro do Núcleo Pedagógico do Curso Ágora CEABSF do Nescon/ UFMG 2009-2012. Ex-Diretor de Educação em Saúde da Prefeitura Municipal de Betim 2013;

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3650989593840814

Referências

(1) World Health Organization (WHO). Coronavirus disease (COVID-19). Situation Report – 132 [Internet]. Geneva: WHO; 2020; [acesso em 2020 Jun 09]. Disponível em: https://www.who.int/docs/default-source/coronaviruse/situation-reports/20200531-covid-19-sitrep-132.pdf

(2) Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Primária a Saúde. Protocolo de manejo clínico do Coronavírus (COVID-19) na Atenção Primária à Saúde [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020; [acesso em 2020 Mai 20]. Disponível: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1095920

(3) Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Primária a Saúde. Nota Técnica – Atenção a pessoas com doenças crônicas na APS diante da situação de pandemia de COVID-19 (coronavírus). Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020; [acesso em 2020 Mai 16]. Disponível em:

(4) World Health Organization (WHO). Strategic preparedness and response plan [Internet]. Geneva: WHO; 2020; [acesso em 2020 Mai 16]. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/covid-19-strategy-update-13-april-2020

(5) Ministério da Saúde (BR). Nota técnica nº 9/2020 – CGAHD/DAHU/SAES/MS. Recomendações da Coordenação-Geral de Atenção Hospitalar e Domiciliar em relação à atuação dos Serviços de Atenção Domiciliar (SAD) – Programa Melhor em Casa na pandemia do coronavírus (COVID-19) [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020; [acesso em 2020 Jun 10]. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/20/doc-nota-tecnica-covid19---1.pdf

(6) Nussbaumer-Streit B, Mayr V, Dobrescu AI, Chapman A, Persad E, Klerings I, et al. Quarantine alone or in combination with other public health measures to control COVID-19: a rapid review. Cochrane Database of Systematic Rev. 2020;2020(4):CD013574. DOI: https://doi.org/10.1002/14651858.CD013574 DOI: https://doi.org/10.1002/14651858.CD013574

(7) Basu S. Non-communicable disease management in vulnerable patients during Covid-19. Indian J Med Ethics. 2020 Jun;5(2):103-5. DOI: https://doi.org/10.20529/IJME.2020.041 DOI: https://doi.org/10.20529/IJME.2020.041

(8) Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 825, de 25 de abril de 2016. Redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e atualiza as equipes habilitadas. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 26 abr 2016: Edição: 78: Seção 1: 33-8.

(9) Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Diário Oficial da União, Brasília (DF), 21 set 2017.

(10) Dias MB, Savassi LCM, Nunes MRMTP, Zachi MLR. A Política Nacional de Atenção Domiciliar no Brasil: potencialidades, desafios, e a valorização necessária da Atenção Primária a Saúde. J Manag Prim Health Care [Internet]. 2015 Ago; [citado 2015 ago 28]; 6(1):1-7. Disponível em: http://www.jmphc.com.br/index.php/jmphc/article/view/239 DOI: https://doi.org/10.14295/jmphc.v6i1.239

(11) Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência. Atenção Domiciliar na Atenção Primária à Saúde. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020.

(12) Savassi LCM. Os atuais desafios da Atenção Domiciliar na Atenção Primária a Saúde: uma análise na perspectiva do Sistema Único de Saúde. Rev Bras Med Fam Comunid [Internet]. 2016 Ago; [citado 2016 Ago 21]; 11(38):1-12. Disponível em: https://rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1259 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc11(38)1259

(13) Kerber NPC, Kirchhof ALC, Cezar-Vaz MR. Considerações sobre a atenção domiciliária e suas aproximações com o mundo do trabalho na saúde. Cad Saude Publica. 2008;24(3):485-93. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2008000300002

(14) Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno de atenção domiciliar - Volume 1. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020.

(15) Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Coordenação-Geral de Garantia dos Atributos da Atenção Primária. Nota informativa nº 3/2020 – CGGAP/DESF/SAPS/MS. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020.

(16) Chu DK, Akl EA, Duda S, Solo K, Yaacoub S, Schünemann HJ. On behalf of the COVID-19 systematic urgent review. Physical distancing, face masks, and eye protection to prevent person-to-person transmission of SARS-CoV-2 and COVID-19: a systematic review and meta-analysis. Lancet. 2020 Jun;395(10242):1973-87. DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)31142-9 DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)31142-9

(17) Lyu W, Wehby GL. Community use of facemasks and COVID-19: evidence from a natural experiment of state mandates in the US. Health Aff. 2020 Jun 16; [Epub ahead of print]. DOI: https://doi.org/10.1377/hlthaff.2020.00818 DOI: https://doi.org/10.1377/hlthaff.2020.00818

(18) Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Recomendações para adequação das ações dos Agentes Comunitários de Saúde frente à atual situação epidemiológica referente ao Covid-19 [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020; [acesso em 2020 Jun 10]. Disponível em: http://www.saudedafamilia.org/coronavirus/informes_notas_oficios/recomendacoes_adequacao_acs_versao-001.pdf

(19) Savassi LCM, et al. Ensaio acerca das curvas de sobrecarga da Covid-19 sobre a Atenção Primária. JMPHC. 2020; [submetido para publicação em 01 jun 2020].

(20) Pinheiro JV, Ribeiro MTAM, Fiuza TM, Montenegro Junior RM. Ferramenta para avaliação e gestão da visita domiciliar na atenção primária à saúde: um relato de experiência. Rev Bras Med Fam Comunidade. 2019 Mai;14(41):1818. DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc14(41)1818 DOI: https://doi.org/10.5712/rbmfc14(41)1818

(21) Savassi LCM, Lage JL, Coelho FLG. Sistematização de instrumento de estratificação de risco familiar: a Escala de Risco Familiar de Coelho-Savassi. J Manag Prim Health Care [Internet]. 2013 Jan; [citado 2013 jan 31]; 3(2):179-85. Disponível em: http://www.jmphc.com.br/jmphc/article/view/155 DOI: https://doi.org/10.14295/jmphc.v3i2.155

(22) Greenhalgh T, Koh GCH, Car J. Covid-19: a remote assessment in primary care. BMJ. 2020;368:m1182. DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.m1182 DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.m1182

(23) Ministério da Saúde (BR). Portaria no 467, de 20 de março de 2020. Dispõe, em caráter excepcional e temporário, sobre as ações de Telemedicina, com o objetivo de regulamentar e operacionalizar as medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional previstas no art. 3º da Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, decorrente da epidemia de COVID-19. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 23 mar 2020: Edição 56B: Seção 1: 1; [acesso em 2020 Jun 10]. Disponível em: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-467-de-20-de-marco-de-2020-249312996

(24) Porzio G, Peris F, Ravoni G, Colpani E, Cecchi M, Parretti G, et al. Cure domiciliari oncologiche nel corso dell’epidemia da CoViD-19. Recenti Prog Med. 2020 Abr;111(4):257-8.

(25) World Health Organization (WHO). Home care for patients with suspected novel coronavirus (COVID-19) infection presenting with mild symptoms, and management of their contacts - Interim guidance 04, March 17, 2020 [Internet]. Geneva: WHO; 2020; [acesso em 2020 Mai 28]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/rest/bitstreams/1272420/retrieve

(26) Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC). Recomendações da SBMFC para a APS durante a pandemia de COVID-19 [Internet]. Rio de Janeiro (RJ): SBMFC; 2020; [acesso em 2020 Jun 24]. Disponível em: https://www.sbmfc.org.br/wp-content/uploads/2020/07/Recomendac%CC%A7o%CC%83es-da-SBMFC-para-a-APS-durante-a-Pandemia_3versa%CC%83o_12_07.pdf

(27) Prefeitura de Belo Horizonte (SUS-BH). Coronavírus (COVID-19) em Belo Horizonte. Nota Técnica - COVID-19 nº 011/2020. Recomendações para adequação das atividades do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) em situação de surtos/epidemias de síndrome gripal e infecção pelo SARS–CoV-2. Belo Horizonte (BH): Prefeitura de Belo Horizonte/SUS-BH; 2020.

(28) Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Use Personal Protective Equipment (PPE) when caring for patients with confirmed or suspected COVID-19 [Internet]. Atlanta, US: CDC; 2020; [acesso em 2020 Jun 24]. Disponível em: https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/downloads/A_FS_HCP_COVID19_PPE.pdf

(29) Prefeitura de Florianópolis (BR). Secretaria Municipal de Saúde. Guia para profissionais de saúde da Atenção Primária COVID-19 – Versão 2 [Internet]. Florianópolis (SC): Prefeitura de Florianópolis; 2020; [acesso em 2020 Mai 11]. Disponível em: http://bit.ly/covid19floripa

(30) Prefeitura de Campinas (BR). Secretaria Municipal de Saúde. Novo coronavírus (COVID-19). Orientações para a Rede Pública de Atenção à Saúde de Campinas no enfrentamento à pandemia de infecção humana pelo novo coronavírus (SARS-COV-2) - COVID-19 [Internet]. Campinas (SP): Prefeitura de Campinas; 2020; [acesso em 2020 Jun 18]. Disponível em: https://covid-19.campinas.sp.gov.br/sites/covid-19.campinas.sp.gov.br/files/recomendacoes-tecnicas/Conte%C3%BAdo%2020%20-%20EPI%20no%20contexto%20da%20COVID-19%20de%20acordo%20com%20o%20tipo%20de%20ambiente%20profissionais%20alvo%20e%20tipo%20de%20atividade.%20Edi%C3%A7%C3%A3o%202%20-%2013%20de%20maio%20de%202020.pdf

(31) Conselho Federal de Medicina (CFM). Ofício CFM nº 1756/2020 – COJUR [Internet]. Brasília (DF): CFM; 2020 Mar; [acesso em 2020 Jun 25]. Disponível http://portal.cfm.org.br/images/PDF/2020_oficio_telemedicina.pdf

(32) Shepperd S, Iliffe S, Doll HA, Clarke MJ, Kalra L, Wilson AD, et al. Admission avoidance hospital at home. Cochrane Database Syst Rev. 2016 Set;9(9):CD007491. DOI: https://doi.org/10.1002/14651858.CD007491.pub2

(33) Varney J, Weiland TJ, Jelinek G. Efficacy of hospital in the home services providing care for patients admitted from emergency departments: an integrative review. Int J Evid Based Healthc. 2014 Jun;12(2):128-41. PMID: 24945961 DOI: https://doi.org/10.1097/XEB.0000000000000011

(34) World Health Organization (WHO). Infection prevention and control during health care when COVID-19 is suspected – Interim guidance, 19 March, 2020 [Internet]. Geneva: WHO; 2020; [acesso em 2020 Mai 28]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/rest/bitstreams/1272420/retrieve

(35) Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Nota técnica no 05/2020 – GVIMS/GGTES/ANVISA no 05/2020. Orientações para a prevenção e o controle de infecções pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) em instituições de longa permanência para idosos (ILPI) [Internet]. Brasília (DF): ANVISA; 2020; [acesso em 2020 Jun 25]. Disponível: https://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/alertas/item/nota-tecnica-gvims-ggtes-anvisa-n-05-2020

(36) World Health Organization (WHO). Advice on the use of masks in the context of COVID-19 – Interim guidance 2, 06 Apr, 2020 [Internet]. Geneva: WHO; 2020; [acesso em 2020 mai 28]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/331693

(37) World Health Organization (WHO). Water, sanitation, hygiene, and waste management for the COVID-19 virus. Geneva: WHO; 2020.

(38) World Health Organization (WHO). Rational use of personal protective equipment for coronavirus disease 2019 (COVID-19) and considerations during severe shortages – Interim guidance 2, 06 Apr, 2020 [Internet]. Geneva: WHO; 2020; [acesso em 2020 mai 28]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/331695

(39) Public Health England (UK). Putting on personal protective equipment (PPE) for non-aerosol generating procedures (AGPs) [Internet]. London, UK: Public Health England; 2020; [acesso em 2020 mai 28]. Disponível em: https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/878677/PHE_11606_Putting_on_PPE_062_revised_8_April.pdf

(40) Public Health England (UK). How to work safely as a home carer. Taking off personal protective equipment (PPE) [Internet]. London, UK: Public Health England; 2020; [acesso em 2020 mai 28]. Disponível em: https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/882070/Taking_off_PPE_home_carer.pdf

(41) Greenhalgh T, Schmid MB, Czypionka T, Bassler D, Gruer L. Face masks for the public during the COVID-19 crisis. BMJ. 2020;369:m1435. DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.m1435 DOI: https://doi.org/10.1136/bmj.m1435

(42) Ministério da Saúde (BR). Coordenação Geral de Atenção Domiciliar. Ficha de telemonitoramento de pacientes do SAD MELHOR EM CASA no cenário da pandemia por COVID-19 [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2020; [acesso em 2020 Jun 24]. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/20/Ficha-de-telemonitoramento-de-pacientes-do-SAD-II.pdf

Publicado
2020-08-21
Como Citar
Savassi, L. C. M., Reis, G. V. L., Dias, M. B., Vilela, L. de O., Ribeiro, M. T. A. M., Zachi, M. L. R., & Nunes, M. R. P. de T. M. (2020). Recomendações para a Atenção Domiciliar em período de pandemia por COVID-19: Recomendações conjuntas do GT Atenção Domiciliar SBMFC e da ABRASAD. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 15(42), 2611. https://doi.org/10.5712/rbmfc15(42)2611
Seção
Documentos da SBMFC